quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Estranho! Já estive aqui vinte anos atrás, as coisas pareciam maiores e mais importantes, talvez porque eu ainda fosse uma criança. Algumas coisas ficaram marcadas em minha personalidade: situações, livros que li, amigos e amores. É estranho reencontrar amigos depois de muito tempo, ver as marcas do tempo em seus rostos, pois a lembrança que se tem é a do olhar de criança, o viço da pele juvenil, o comportamento livre e inconsequente. Encontrá-los é como acordar de um estado de coma de vinte anos. Não ter vivido todas as etapas juntos. Transformação de criança para adulto em um picar de olhos. Sei que também causo este espanto, pois o tempo também passou para mim, e como! Nunca os esqueci, nunca! Muitos esqueceram de mim. Não fiquei endurecida com a vida da cidade grande, acho até que continuo sendo a mesma menina inocente e apaixonada da cidadezinha do interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário